0

Hoje, a Microsoft anunciou a intenção de desabilitar o TLS (Transport Layer Security) 1.0 e 1.1 por padrão nas versões suportadas do Microsoft Edge e do Internet Explorer 11 no primeiro semestre de 2020.

Essa mudança, juntamente com anúncios semelhantes da Apple , Google e Mozilla, suporta conexões mais seguras e com maior desempenho, ajudando a promover uma experiência de navegação mais segura para todos.

19 de janeiro do próximo ano marca o 20° aniversário da TLS 1.0, a versão inaugural do protocolo que criptografa e autentica conexões seguras em toda a web. Nos últimos 20 anos, as versões sucessoras do TLS tornaram-se mais avançadas, culminando com a publicação do TLS 1.3 , que está atualmente em desenvolvimento para uma versão futura do Microsoft Edge.

Duas décadas é muito tempo para uma tecnologia de segurança permanecer sem modificações. Embora não tenhamos conhecimento de vulnerabilidades significativas com nossas implementações atualizadas do TLS 1.0 e do TLS 1.1, existem implementações de terceiros vulneráveis. Mudar para versões mais recentes ajuda a garantir uma Web mais segura para todos. Além disso, esperamos que o IETF descontinue formalmente o TLS 1.0 e 1.1 no final deste ano, quando as vulnerabilidades do protocolo nessas versões não serão mais tratadas pelo IETF.

Por esses motivos, os sites devem começar a sair do TLS 1.0 e 1.1 assim que possível. Versões mais recentes permitem criptografia mais moderna e são amplamente suportadas em navegadores modernos.

Fonte: Windows

Rodrigues Costa
Fundador e Editor do itsTech.info, sempre gostou muito de tecnologia e decidiu levar esse gosto para todos através de um site de noticias.

Xbox One traz suporte a teclado e mouse na atualização ALPHA

Previous article

Top 10 filmes mais pirateados da semana no BitTorrent – 15/10/18

Next article

You may also like

More in Segurança